quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Michel Teló canta para a Cultura Popular: "Ai se eu te pego!" (capa revista Época)

Pior do que a foto da revista Época (29 de dezembro de 2011), em que traz o cantor Michél Teló sendo agarrado por várias mãos femininas, fazendo uma alusão direta ao assédio feito por fãs, que já é horrível, é a chamada da tal capa.
Tenho a impressão que quem escreveu isso nunca esteve em uma aula de jornalismo, muito menos tenha tido contato com alguma disciplina como a de Cultura Brasileira, aliás, não tem a menor ideia nem do que é cultura
Deve se enquandra naquele tipo de pessoa que acha que nordestino, analfabeto, índio, e outras tantas figuras do nosso Brasil "não tem cultura".
Vou fazer um favorzinho de ensinar: TODO MUNDO TEM CULTURA, já que o início de tudo é o nosso idioma, logo, pelo simples fato de ter nascido em um país vc já esta inserido na cultura dele.
De forma geral podemos classificar cultura, pelo menos, como popular, erudita ou de massa.
Nesse caso específico, o cantor e a sua música são classificados como "tradutor dos valores da cultura popular brasileira", levando em consideração que Cultura Popular é adquira desde o momento em que nascemos, sendo introduzida em nossas vidas por um ensinamento-aprendizado informal, que é passada de pai para filho, junto com os valores de cada família, de todas as famílias brasileiras, com suas tradiçõe, religiões, virtudes, defeitos, assim como as manifestações típicas de onde se vive, eu pergunto: 

- ESSE RAPAZ E A MÚSICA DELE (que nem julgo se é boa ou ruim) TRADUZEM NOSSA CULTURA POPULAR, LADO A LADO COM TANTAS OUTRAS MANIFESTAÇÕES QUE TEMOS NESSE NOSSO BRASIL?

E outra e mais grave:
- POR QUAIS MÃOS PASSAM O JORNALISMO BRASILEIRO?

E se alguém pergunta "qual o know how que essa reles mortal tem para fazer esses questionamentos?", eu explico novamente.

Essa reles mortal é jornalista profissional, professora do ensino superior em jornalismo, e ministra tanto a disciplina de Cultura Brasileira como a de produção e edição de Revista.

Tudo ao contrário!!!

Reflitamos...

4 comentários:

Angel Scremim disse...

Vc é definitivamente minha "idala" kkk, concordo plenamente!E penso que a coisa é grave, pois se os jornalistas que são os profissionais responsaveis por divulgar a realidade brasileira teem esse pensamento mediocre(nao generalizando), onde vamos parar??????

Sergio Alejandro disse...

Lobão tinha razão em relação ao "jabá". Mas até capa de revista?

Érica disse...

Caríssima,
Ainda não tive tempo de a matéria, mas só a capa, como você bem observou, já é revoltante.
O meu consolo é que o nome desse cantor breganejo sequer será lembrado no fim deste ano.
Não tenho preconceitos com estilo musicais diferentes, amo a diversidade musical. Como todo ser humano tenho minhas preferências, é uma questão de gosto pessoal. Mas acho um abuso e uma total falta de respeito reduzir a nossa cultura a um fuleiro “Ai se eu te pego”. Fazer disso fenômeno mundial, ok, estamos num mundo conectado, onde tudo, sem controle de qualidade, vira febre. Mas ridicularizar a imagem de um país inteirinho... daí já é demais!

Vitor Davied disse...

"Assiiiim você me mataa!" - eu choro quando vejo um post desse!

Eu sou puxa-saco demaais da conta, não dá! HAHAHA Obrigado por "mais uma aula" MESTRA! Onde você só reforçou tudo aquilo que nos concedeu um dia em suas aulas!

beijo! =)